Páginas

Vírus zumbi: é possível?

"Um vírus híbrido poderia causar uma epidemia de zumbis?

Documentário examina as possibilidades que misturas genéticas entre doenças conhecidas causem doenças dignas de filmes de terror

       Cena do filme "Madrugada dos Mortos", de 2004: ressuscitar não é possível, mas alguns dos comportamentos associados a zumbis, sim

Nos filmes de zumbi, uma epidemia viral incontrolável devasta a humanidade, transformando as pessoas em monstros sem consciência e com tendências canibais. Mas se os mortos não podem voltar à vida, alguns vírus podem induzir comportamentos agressivos parecidos com os dos zumbis, segundo cientistas ouvidos pelo documentário “A Verdade por trás dos Zumbis”, da National Geographic.

Por exemplo, raiva – uma doença viral que infecta o sistema nervoso central – pode fazer com que os doentes tenham acessos violentos de loucura, de acordo com Samita Andreansky, virologista da Universidade de Miami. Combine isso com a habilidade de se espalhar pelo ar, como o vírus da gripe, e pode-se obter o início de um apocalipse zumbi.


Um mutação possível
Ao contrário dos zumbis do cinema, que se reanimam quase imediatamente após a infecção, os primeiros sinais que uma pessoa tem raiva (também chamada de hidrofobia) – como ansiedade, confusão, alucinações e paralisia – podem demorar entre dez dias e um ano para aparecer, porque o vírus fica incubado no corpo. Mas depois que a doença se instala, ela mata em uma semana, se não for tratada.
Mas se o código genético do vírus da raiva passasse por mutações, seu tempo de incubação poderia ser reduzido drasticamente, dizem os cientistas.
Muitos vírus têm altas taxas de mutação e mudam constantemente, como um modo de escapar das defesas de seus hospedeiros. Existem várias maneiras pelas quais mutações virais podem acontecer, como erros de cópia durante a replicação dos genes ou danos causados por luz ultravioleta. “Se um vírus de raiva conseguir mutar rápido o bastante, ele pode causar a infecção em poucas horas. É completamente plausível,” disse Samita.

Foto: National Geographic
Cachorro paralisado, nos estágios finais de raiva: vacinação e dificuldade de contágio tornaram doença rara
Raiva pelo ar pode criar “vírus da ira”
Mas para o vírus da raiva causar uma pandemia de zumbis como nos filmes, ele também teria que ficar muito mais contagioso.
Seres humanos normalmente pegam raiva depois de serem mordidos por um animal doente, normalmente um cachorro – e a infecção para aí. Graças a campanhas de vacinação, a doença é rara nos Estados Unidos, e são poucas as mortes causadas por ela. Em 2008, apenas dois casos de raiva humana foram relatados ao governo americano.
Um modo mais rápido de transmissão seria pelo ar, que é como o vírus da gripe se espalha.
“Tudo que a raiva precisa fazer é se tornar transmissível pelo ar, e você terá o vírus da ira, como em ‘Extermínio’, “ disse Max Mogk, chefe da Sociedade de Pesquisas de Zumbis, no documentário, se referindo ao filme de 2002 dirigido por Danny Boyle. A organização sem fins lucrativos se dedica a “elevar o nível de estudos sobre zumbis nas artes e ciências”, de acordo com seu site. http://www.zombieresearch.org/
Para isso acontecer, a raiva teria que “emprestar” traços de outro vírus, como o da gripe.
Tipos diferentes, ou cepas, do mesmo vírus podem trocar pedaços de DNA por processos de recombinação, de acordo com Elankumaran Subbiah, virologista da universidade Virginia Tech, que não participou do cdocumentário.
Mas vírus sem parentesco simplesmente não se misturam facilmente na natureza, Subbiah explica. Da mesma maneira, é inédito que dois vírus radicalmente diferentes como o da gripe e da raiva emprestem traços um do outro, diz. “Eles são diferentes demais. Não conseguem dividir informações genéticas. Vírus apenas montam partes que pertencem a eles, e não se misturam com partes de famílias diferentes”.
Receita de vírus-zumbi
Em teoria, é possível – embora extremamente difícil – criar umvírus híbrido de raiva e gripe usando técnicas modernas de engenharia genética, diz Samita.
“Sim, eu poderia imaginar um cenário onde você mistura raiva com um vírus de gripe para conseguir transmissão aérea, com sarampo para provocar mudanças de personalidade, com encefalite para cozinhar o cérebro com febre --- o que aumentaria ainda mais a agressividade – e jogar um pouco de ebola para dar algumas hemorragias internas. Combine tudo isso e você terá algo parecido com um vírus-zumbi”, a cientista diz.
“Mas a natureza não permite que as coisas aconteçam ao mesmo tempo. O que provavelmente conseguiríamos é um vírus morto.” (artigo disponível em http://ultimosegundo.ig.com.br/ciencia/um+virus+hibrido+poderia+causar+uma+epidemia+de+zumbis/n1237826592002.html )
       Eu gostei da explicação científica deste artigo. O problema é que parece que quem fez o artigo não entende muito de zumbis. Ele sugeriu que o vírus "zumbi" fosse transmitido pelo ar, como o da gripe, mas uma coisa não tem nada a ver com a outra.
     Um vírus zumbi é transmitido por MORDIDAS. Não é pelo ar. Senão não teria a menor graça fugir dos zumbis, já que de qualquer forma vc vai se aproximar de um e virar zumbi. Isso vai contra todas as estratégias de luta contra zumbis.
       Já o vírus da raiva, este sim é o Neanderthal do vírus zumbi. 
"A raiva humana se manifesta após um período de incubação usualmente compreendido entre 20 e 60 dias, com sintomas prodrômicos mal definidos: febre moderada, cefaléia, insônia, ansiedade e distúrbios sensoriais, sobretudo ao nível da mordedura. Em 24-48 horas, aparece a sintomatologia típica que, na raiva furiosa, assume decurso dramático, caminhando inexoravelmente para a morte em 2-6 dias: excitação cerebbral, com crises de delírio e de agressividade, espasmos musculares dolorosos, convulsões, paralisias, hiperpirexia (41-42 C) e asfixia terminal. Na denominada paralítica, são pouco intensos os fenômenos espasmódicos e predomina a paralisia, que pode ser ascendente (tipo Landry) ou descendente."(http://www.homeopatiaveterinaria.com.br/raiva.htm )

"A encefalite, inflamação do encéfalo, é o resultado final da instalação e multiplicação do vírus no sistema nervoso central. Os sintomas da raiva são todos decorrentes deste acometimento: confusão, desorientação, agressividade, alucinações, dificuldade de deglutir, paralisia motora, espasmos e salivação excessiva." (http://www.mdsaude.com/2009/08/raiva-humana.html)


Portanto o mais provável é que aconteça uma mutação do vírus da raiva com outro parecido com ele, que diminua o tempo de aparecimento dos sintomas e provoque reações canibais. Pronto, agora sim temos um vírus zumbi!

2 comentários:

  1. puxa...
    tem tantas coisas que ocorrer e nem nos damos por conta... e nos faz lembrar que nem toda lenda é mentira... existe, muita sabedoria atraz dela.

    ps: desculpa a demora, mas aceito a parceria com seu blog.

    http://gothicpoesia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. :( eu queria muito um apocalipse zumbi

    ResponderExcluir

Google

Carregando...

Posts mais recentes dos VIPs